21 de fevereiro de 2017

Chocolate


     Olá people, tudo no dendê? Eu sei que vocês devem estar querendo acabar comigo pelo meu atraso e mil perdões! A criança esperança aqui começou a estagiar e ficou perdidinha... Mas, como já enrolei mais do que devia, vamos ao filme:


Sinopse:

" Vianne Rocher é uma chocolateira aventureira que muda-se de tempos em tempos com sua filha Anouk. Ao instalar-se em uma pequena, tradicional e religiosa cidade do interior da França, Vianne percebe que terá que quebrar paradigmas para se manter, uma vez que é Quaresma e todos deveriam manter tentações como chocolate fora do seu alcance. Tudo fica ainda mais complicado com a chegada de ciganos na cidade. "





     Esse é um daqueles filmes que quase ninguém conhece, mas deveria. Eu sou apaixonada pelo enredo, pelos personagens, pela mensagem do filme, por tudo! A Vianne é maravilhosa! A maneira como ela muda a vida de todos aos pouquinhos é incrível! O melhor é que ela não é a agente direta da mudança, ela empodera os outros para que eles mesmos busquem por mudança, é genial! Fora que o lindo e maravilhoso do Johnny Depp está no elenco! E o papel dele é tão diferente do que nos acostumamos a ver em filmes como Piratas do Caribe ou Alice no País das Maravilhas... É como se fosse uma versão mais leve e real do ator, é muito bom de se ver!
     Tudo no filme é lindo: o cenário, a trilha sonora, o figurino... É realmente um filme que faz com que você não entenda a razão de ser tão pouco conhecido, desconfio que seja porque é mais "monótono" e simples. Isso não tira a beleza do filme nem um pouquinho, ele é perfeito desse jeitinho. Mas cuidado, tem muita cena envolvendo a preparação do chocolate e você vai sentir uma vontade incontrolável de comer um, eu garanto. Já me deu vontade só de lembrar! É bom ter um por perto quando assistir, viu?



Assim, termino a resenha com a classificação de estrelinhas (de 1 a 5), uma frase do filme, uma música da trilha que me fisgou e o trailer (pra que você dê aquela olhadinha marota).




Classificação:



Frase:

" Não podemos medir nossa bondade pelo que não fazemos. Pelo que negamos, o que resistimos e a quem excluímos. Acho que nossa bondade é medida por aquilo que aceitamos, pelo que criamos e por quem incluímos. "


Música:











Trailer:







Desculpinha. Só achei em inglês...



Obrigada pela atenção e um beijo enorme com gostinho de acarajé!  



Nenhum comentário:

Postar um comentário