1 de novembro de 2016

Orgulho e Preconceito


     Olá people, tudo no dendê? Hoje a resenha vai ser romântica, o que é raro no meu caso. Esse filme é lindo e inspirado na obra de Jane Austen. Assim, vamos conferir:

Sinopse:

" A família Bennet é apenas mais uma das tradicionais famílias inglesas do século XIX, mas isso não parece se aplicar a todos os membros. Lizzy, a segunda mais velha das filhas tem uma outra visão sobre o seu futuro: jamais casaria por títulos de nobreza ou aparências, mas apenas por amor. Infelizmente, a cultura de sua época envolvia casar as mulheres o mais cedo possível e com alguém de melhor condição.
     Tudo ocorria normalmente até que dois ricos rapazes aparecem na cidade. Ao darem um baile para a sociedade, Lizzy conhece Mr. Darcy, um orgulhoso e rico homem que ainda acredita na permanência desse mundo segregador de posições. Assim, Darcy e Lizzy se verão confusos sobre o que sentem e o que fazer quanto ao que esperam deles."




     Esse é simplesmente o meu romance favorito no mundo inteiro! Acho que o motivo é o de não ser exatamente algo "água com açúcar", traduzindo vários elementos históricos e sociais. Amo a maneira como as paisagens são mostradas, as músicas casam com a história e os personagens se portam. Você consegue mesmo se sentir próxima de cada um e identificar bem a diferença entre eles.
     O "casal principal" é realmente apaixonante. Perceber a transição de ódio para amor entre eles é fácil, porém sutil o longo do enredo. A Lizzy é uma personagem realmente forte! Tenho um orgulhinho dela em várias cenas com suas respostas inteligentes. O Mr.Darcy é quase um príncipe, apesar de bem arrogante no início do filme. Ele é o tipo de personagem que vai te conquistando aos poucos e, quando você menos percebe, já está caidinha por ele. Tem como não se derreter com esse sorriso?


     Assim, termino a resenha com a classificação de estrelinhas (de 1 a 5), uma frase do filme, uma música da trilha que me fisgou e o trailer (pra que você dê aquela olhadinha marota). 


Classificação:

Frase:

" Luto contra meu bom senso, as expectativas de minha família, a inferioridade de seu nascimento, minha posição. Mas estou disposto a colocá-los de lado e lhe pedir que dê um fim a minha agonia. Eu te amo. Ardentemente."


Música:



Trailer:





Obrigada pela atenção e um beijo enorme com gostinho de acarajé!  


2 comentários:

  1. Esse também é o meu livro preferido, amo a Lizzy, ela é uma verdadeira inspiração feminina para mim.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Inspiração feminina pra todas nós! Ela é incrível!

    ResponderExcluir