12 de novembro de 2016

A Loja Mágica de Brinquedos


     Olá people, tudo no dendê? Resolvi trazer uma resenha infantil hoje. Sabe aqueles filmes infantis incríveis que parecem esquecidos pelo mundo? Pois aqui vai um desses:

Sinopse:

" A loja de brinquedos do Sr. Magorium é um lugar realmente mágico e peculiar, pois tudo que há dentro e o próprio estabelecimento ganham vida. Assim, Magorium decide instruir a jovem Mahoney a cuidar da loja e aprender tudo sobre ela. Tudo seguia (quase) normalmente até que Henry, um contador cético e fechado, aparece para uma auditoria geral. Com isso, toda a cor e alegria do lugar vai reduzindo, fazendo com que a Mahoney e o Henry precisem achar a magia dentro deles, o que nos leva a Eric, uma imaginativa criança de 9 anos que os ajuda nessa jornada interna."



     Esse é um dos melhores filmes infantis já feitos na minha opinião! Tudo parece muito confuso até você assisti-lo. A história é belíssima, a produção é incrível, as cores são maravilhosas, o figurino é lindo... Enfim, tudo no filme encanta! Confesso que me peguei desejando conhecer uma loja igualzinha a do Sr. Magorium, mas terei que me contentar com a minha imaginação mesmo.
     O melhor de tudo é perceber quantas histórias e relações diferentes existem nesse mesmo enredo, além de notar o quanto todas essas histórias se encaixam. O relacionamento entre Magorium e Mahoney é uma coisa, entre Magorium e Eric é outra, entre Henry e Eric é outra, e assim por diante.
     No fim das contas, você mesmo acabe descobrindo a sua criança interior. Sério, mesmo! Se envolver nesse filme é fácil demais, tanto pra você quanto pra criança que o assiste! Esse é um filme que te faz rir, chorar, sonhar... Tudo junto e misturado! Pra mim é o melhor tipo de filme, não acha?
   


     Assim, termino a resenha com a classificação de estrelinhas (de 1 a 5), uma frase do filme, uma música da trilha que me fisgou e o trailer (pra que você dê aquela olhadinha marota).


Classificação:

   Frase:

" Quando o Rei Lear morre no quinto ato, sabe o que Shakespeare escreveu? 'Ele morre', só isso, mais nada. Sem fanfarra, sem metáfora, sem palavras finais brilhantes. O ponto culminante da obra mais influente da literatura dramática é 'Ele morre'. "

Obs. Você entenderá o motivo pelo qual eu amo essa frase ao assistir o filme.



Música:





Trailer:




Obrigada pela atenção e um beijo enorme com gostinho de acarajé!  



4 comentários:

  1. Eu nunca vi esse filme inteiro, mas uma vez peguei um bom pedaço passando e fiquei LOUCA pra conhecer um lugar assim ao vivo. Lembro que quando eu era criança eu e meus primos brincávamos que a casa da minha vó era uma loja de brinquedo malucona, seria uma realização pessoal!

    http://sweetluly.expressorosa.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Que imaginação fértil! Amaria um lugar desses!
      Mil beijos pra vc, seus primos e sua avó!

      Excluir
  2. Oi, Lara!
    Eu já assisti essa filme um monte de vezes e entendo a frase que você colocou, essa cena marca muito! Amei sua resenha. ^^
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Choro toda vez que assisto essa cena! Maravilhosa!
      Obrigada e que bom que gostou! Beijos

      Excluir